quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A Leoa que não queria comer carne

A INCRIVEL E COMOVENTE
HISTORIA DE LITTLE TYKE
de Georges H. Westbeau



Esta é a história incrível de uma leoa que não gostava de carne! Nascida num zoológico e rejeitada pela mãe, Little Tyke faria o mundo pensar de uma maneira nova. Iria despertar em nós idéias profundas e recordar-nos uma profecia bíblica: “E o leão se deitará ao lado do cordeiro”.
Essa leoa amável e vegetariana inspiraria nossa ternura mais sincera de um modo absolutamente inesperado. Na vida de Little Tyke ocorreram uma tragédia e um milagre.

A tragédia levou apenas alguns segundos. O milagre perduraria nove anos e, para muitos, perdura até hoje.

São todos os leões carnívoros ferozes que precisam comer carne para sobreviver? Aparentemente não.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Lei proíbe a eliminação de cães de rua em Pernambuco

Um avanço pra pernambuco:

A eliminação de cães e gatos encontrados nas ruas está proibida em Pernambuco. O governador Eduardo Campos sancionou nessa terça-feira (31) a lei que regula o controle de reprodução e a eliminação de animais no Estado. De autoria do deputado André Campos (PT), a lei afirma que "fica vedada a eliminação da vida de cães e de gatos pelos órgãos de controle de zoonoses, canis públicos e estabelecimentos oficiais congêneres".
Os animais só poderão sofrer eutanásia se estiverem infectados por doenças que coloquem em risco a saúde de humanos ou de outros animais, e um laudo confirmando tal situação deverá ser expedido.
Entidades de defesa dos animais comemoraram. A Associação Amigos Defensores dos Animais e do Meio Ambiente (AADAMA) informou: "Acabou a espera de muitos anos pela implantação desta lei. Mas a caminhada das entidades de defesa ainda é longa; temos o papel de fiscalizar e conscientizar para o cumprimento da lei".

Para evitar que cães abandonados se tornem um problema sanitário, medidas de identificação e registro dos bichos serão adotadas. Os animais recolhidos pelos órgão de zoonose ficarão à disposição dos donos por um período de 72hs. Se não forem buscados ou adotados, vão passar por procedimento de esterilização.